BLOG

Vamos falar de flash

Não, não teremos um post técnico aqui, falando de como utilizar flash, mas acho que chegou a hora de falarmos de flash, tanto com os fotógrafos, quanto com as modelos e minhas clientes.

Lilia Valença com flash + octabox

Você já deve ter ouvido de muitos fotógrafos por aí a frase "Ah, só fotografo com luz natural", como se isso fosse uma liberdade poética.


Confesso a vocês que por muito tempo da minha carreira, eu falava exatamente a mesma coisa "ah, eu gosto muito da luz natural, acho a luz do flash muito artificial". Mentira, eu apenas mentia, eu não sabia utilizar o flash, e eu tinha uma puta preguiça de estuda-lo, então eu dava essa desculpa para as pessoas: "prefiro a luz natural".


E vejo isso acontecendo com muitos fotógrafos, que alegam só querer fazer fotos com luzes naturais, mas a verdade, é que não sabem utilizar um speedlight.


E qual a desvantagem em usar apenas luz natural? Simples: você fica REFÉM da luz natural! Se você está em uma locação que tem uma janelinha ruim, ou está fotografando em um dia muito nublado, você fica refém do que a locação te oferece como fonte de luz, e fica refém da luz que São Pedro manda para ti, do céu.


Convenhamos, é frustrante para a modelo ver as fotos depois, escuras, ou todas feitas coladas na janela, ou então iluminadas pela lâmpada amarela do teto (sim, isso é luz artificial!).


Engana-se quem acha que o flash deixa as luzes artificiais. Ele deixa artificial se você não souber utiliza-lo. Se eu disser para você que no último ano (e atualmente) quase todas as minhas fotos que você vê no meu instagram, têm flash, você pode acha que estou mentindo. Mas não estou, basta ver meus making ofs.

Lilia Valença sem flash

Quando você usa o flash, você deixa de usar a sua lente no limite da abertura, do f 1.4, 1.8, 2.8 e passa a utiliza-la em aberturas melhores, como 5.6, etc., tendo mais nitidez na sua imagem e tendo nitidez completa no corpo e rosto da modelo, sem ser aquele papo de foco apenas em uma parte, e o resto com foco frouxo.


Claaaaaro, que em alguns momentos você quer fazer foto desfocando partes do corpo da modelo, eu mesmo faço isso (exemplo abaixo), mas é algo que acontece quando eu quero, não quando a luz me impõe. Entendem a diferença?


Já aconteceu no passado, de eu estar em uma locação com cenários lindos, mas luz ruim, e não utiliza-los, pois a luz natural não me ajudava, e tinha que fazer as fotos nos lugares menos interessantes, deixando a modelo intrigada. "Ah, a luz ali não é boa...".


Além disso, o flash tem papel de tirar sombras indesejadas. Se você está fazendo foto externa por exemplo, a luz do sol está vindo dura, de cima para baixo, ou rebatendo no chão claro e fazendo uma luz de baixo para cima no rosto da modelo, você precisa de alguma forma, sanar isso.


Trouxe nesse artigo duas fotos que fiz da modelo Lilia Valença, que ela fez para demonstrar um body de uma marca de roupas. Trouxe as fotos CRUAS, sem tratamento, apenas tirei a distorção e fiz as correções de aberrações cromáticas da lente, em ambas as fotos, acima.

Nani Oliveira sem flash, com lente aberta e desfoque

Por ser uma foto de maiô, precisávamos da piscina ao fundo. Tivesse feito a segunda foto abrindo a minha lente, para trazer mais luz ao corpo da modelo, eu mataria meu background, que iria desfocar mais ainda e provavelmente estouraria o muro e o body da Lilia. Além disso, eu não iria matar aquelas sombras que formaram no rosto e pernas da modelo.


Já com o nosso amigo flash latindo, na primeira foto, dentro de um octabox, consegui fazer com a luz viesse difusa (espalhada) no corpo da modelo, preservei o fundo, e matei as sombras indesejadas.


Você pode até gostar das sombras no rosto da nossa amiga Lilia, traz dramaticidade, etc., mas uma empresa que vende o body não gosta, eles precisam de fotos iluminadas, precisam da modelo focada da cabeça aos pés e não com o foco em apenas uma parte do corpo.


Ao lado, coloquei uma foto da Nani Oliveira, que fiz nas ruas de Santos, sem flash, apenas com a minha lente aberta. Encontrei um momento que luz do sol estava escondido entre nuvens, e eu quis dar esse efeito de desfoque no corpo da modelo e no background, deixando o foco no rosto e desfocando seios, barriga e fundo, que estão em um plano diferente.


Mas nesse caso da Nani, foi uma decisão minha, não fui refém da luz, eu decidi fazer dessa forma e não a luz me impôs isso.


Quando vocês depararem com um fotógrafo que usa flash, pensem nisso como algo positivo para o resultado final, você terá fotos muito mais nítidas, fará as fotos nos lugares que fotógrafos que só usam luz natural não fazem, fará fotos na rua ao meio dia, sem problemas de sombras duras, fará fotos em apartamentos e casas, mesmo que esteja nublado ou de noite!


E se você é fotógrafo, deixe de lado esse seu pensamento exclusivo de luz natural (sim, eu também faço fotos com luz natural quando ela está boa). Se você está lendo aqui, muito provavelmente você não tem nem dez anos de carreira, assuma que você precisa evoluir com o flash e estude-o. Não dói nada colocar o flash para latir.


Se você quer se aprofundar no assunto de luz e flash, recomendo fortemente o site do fotógrafo Renato Rocha Miranda: https://www.renatorochamiranda.com.br/


#flash #luz #liliavalença #nanioliveira

Fernando De Santis - Todos os direitos reservados

fotografia | sensual | ensaio