BLOG

Qual é o limite do sensual?

Tá aí uma dúvida que sempre me questionam nas caixas de perguntas no Instagram, no dia a dia, amigos, clientes... todos querem saber qual o limite do sensual. Confesso a vocês que essa resposta, em alguns aspectos, pode ser subjetiva, mas acho que alguns fatores conseguem classificar uma sessão, ou uma foto, como sensual ou erótica.

Angelina, por LaChapelle, sendo sensual, de roupa!

Meu trabalho caminha na sensualidade. Se vocês olharem, 95% das minhas fotos podem ser classificadas como sensuais, e não eróticas. Esses 5% restantes deixo na conta de algumas fotos de ensaios de Suicide Girls, e outras, vão para a conta de uma ou outra cliente que realmente queriam um material mais picante. Não existe certo ou errado, não é errado fazer foto erótica e não é certo fazer sensual, cada uma faz o que tem vontade. Mas a grande maioria das mulheres, por questão de gosto, prefere algo mais sensual e delicado. A sensualidade que busco nas minhas fotos aparece nas coisas naturais, no dia a dia. Gosto de captar aquele momento normal da moça, regando uma planta, escovando dentes, fazendo um bolo, tomando um banho... e há sensualidade no dia a dia, a história da vizinha ao lado, que o cinema e as séries, tanto exploraram. Quando faço uma foto, gosto de provocar o espectador com a dúvida, com a reticência, nunca entrego o ouro. Então se a moça está em alguma pose mais provocante, coloco o foco no rosto da modelo, ou mudo o ângulo completamente. Se ela está abaixando a calcinha, alguma coisa cobrirá a frente, ou a calcinha estará no limite, quase mostrando, mas não mostrando. O mesmo vale para seios... sempre faço com que provoque, que brinque com quem está vendo. Acho que essa "brincadeira" revela a sensualidade. Além disso, busco a sensualidade que as mulheres gostam, não que os homens curtem. A maioria das mulheres gostam de sensualidade delicada, com os cabelos, pescoço, cintura, boca, olhar... já a maioria dos homens querem a mulher de quatro, chupando o dedo, perna aberta, mostrando as partes, etc.

Angelina Jolie, por David LaChapelle

Meu trabalho é voltado para agradar o público feminino, que são 99,99% das minhas clientes, então, não tenho motivos para pensar em fazer fotos que agradem homens, a não ser é claro, que uma cliente peça ou seja um trabalho específico. Tenho notado um grande boom de trabalhos nessa área, para agradar homens, no formato das já extintas revistas masculinas, só que em sites. Claro que rendem grana para os proprietários, mas muitas vezes não valorizam as mulheres. Ao mesmo tempo, vejo uma demanda grande de fotógrafos fazendo fotos tocando a modelo na boca, na calcinha, no bumbum, simulando preliminares (leia mais sobre o assunto, clicando aqui). Isso é erótico, assim como poses mais abertas, expondo as partes íntimas de maneira mais ginecológica. Vale ressaltar que é possível fazer foto de roupa, sendo sensual, e foto nua, não sensual ou erótica. A mensagem é passada de acordo com a atitude e a sensação que a foto te transmite, então não atrele à sensualidade ao fato de estar vestida ou não. A foto acima, que David LaChapelle fez da atriz Angelina Jolie, é uma prova clássica. Talvez seja uma das fotos mais sensuais que já vi, porém, não tem nada de diferente, não mostra nada de mais, mas a sensação da foto me remete à sensualidade.


Antes de fazer um ensaio, pense em qual estilo você mais gosta, se prefere algo mais delicado, mais cotidiano, em uma sessão sensual rotineira, ou se você prefere algo mais picante e até erótico. Como disse, não há certo e errado na sua escolha, mas há uma grande diferença no estilo das duas sessões. Esteja certa da sua decisão, e deixe bem claro para o fotógrafo qual é o seu limite na mensagem das fotos. E caso tenha se interessado, não hesite em me chamar, clique aqui e vamos conversar!


#limitesensual #sensual #angelinajolie #davidlachapelle

Fernando De Santis - Todos os direitos reservados

fotografia | sensual | ensaio