BLOG

Documentário - NU

Ontem assisti no Telecine Play, o documentário Nu, do fotógrafo David Bellemere, e resolvi trazer para vocês a minha visão do filme. Abaixo a sinopse, no site do Telecine:

O documentário explora a função da nudez na arte a partir do olhar do fotógrafo David Bellemere. Contratado pelo fundador do projeto NU Muses para criar um calendário de nu artístico, Bellemere desmembra seu processo criativo.

Eu estava curioso para ver esse filme, desde a época que constava no catálogo da Amazon Prime, e ontem, me sobrou um tempo e resolvi assistir. Confesso que é de se ficar chocado um pouco com o modo que tudo acontece. O fotógrafo David é contratado para fazer um calendário de nu, para o projeto Nu Muses, e o documentário aborda desde a fase de brainstorming, seleção das doze contempladas, as sessões e exposição das fotos e o calendário pronto.


Não há spoiler, é um documentário, que vale a pena ser assistido. Mas fiquei impressionado com a direção do artista, tocando as modelos nuas, de forma até violenta, pegando em qualquer parte do corpo, como se elas fossem bonecas. Mas isso não é o pior, na minha opinião, a forma como ele trata as modelos é o que mais deixa chocado "Não se mexa! Quando eu falo não se mexa, não se mexa!". Por mais que seja uma realidade que envolve milhares de dólares, 500 mil de seguidores aqui, carteira de clientes caras ali, ninguém merece ser tratado assim.


Em determinado momento ele demonstra descontentamento com uma modelo selecionada e fala abertamente para a equipe, que estava ao redor, e para a menina ouvir, que ela não servia para aquilo, que ter escolhido ela foi um equívoco. Ele tratava com moças de dezoito anos, eram modelos new face. Fico pensando, que por mais seja um ambiente pesado esse da moda / business, deve ser difícil para uma menina de dezoito anos assimilar esse tipo de crítica.


No final das contas, o cara que contratou demonstra descontentamento e frustração com o fotógrafo, e o fotógrafo (embora tenha se ausentado na parte da seleção das fotos) aparece reclamando da curadoria da exposição.


Como diria meu amigo, Thiago Souto, é um documentário para se ver e pensar em que não fazer em um ensaio. Deve haver o respeito pelas moças que estão posando, por mais que sejam contratadas, que haja uma pressão de trabalho e entrega de material. Não estou criticando o trabalho final do fotógrafo, que é muito bom, mas a forma que tudo ocorre nesse meio, é muito obscura.


Fica a dica para quem quiser ver o documentário, clique aqui.


Instagram do fotógrafo: https://www.instagram.com/davidbellemere/

Fernando De Santis - Todos os direitos reservados

fotografia | sensual | ensaio