BLOG

A foto comentada - Gabi Dorta

Nessa série de posts, comentarei fotos que fiz, detalhadamente, para você pensar um pouco como foi feita, como pensei, para você desenvolver sua criatividade, e aplicar algumas coisas nos seus próprios trabalhos.

Gabrieli Dorta
Gabrieli Dorta

Vamos aos fatos: foi um sábado, quente, mas quente! Em Santos, deveria de estar uns 30 e poucos graus, mas na Oficina de motos SUPER CUSTOM, por conta do teto, dos poucos ventiladores, a coisa estava pior. A modelo trouxe óleo para passar no corpo, para simular suor, ela bem que passou, mas acho que não seria necessário, pois todos no set suaram.


Estavam presentes a modelo Gabrieli Dorta, o fotógrafo Guga Barcelos, o proprietário da oficina, Lucas De Santis, além do Matheus Vicente, que estava como assistente, junto com o Lucas.


Gabi Dorta, e a nossa foto referência
Gabi Dorta, e a nossa foto referência

Quando pensei nessa foto da Gabi, pensei em uma referência de uma foto que fizemos no nosso primeiro ensaio, em um apê na Praça da República, em São Paulo, no ano passado (essa foto que está ao lado). Uma luz artificial de uma lâmpada, servindo como principal ponto de luz da foto.


Resolvi fazer um tributo à essa foto, ao nosso primeiro ensaio, uma referência, acostumem-se com isso na vida de vocês.


Pedi para que a Gabi ficasse de joelhos, de frente para a luminária da oficina, e pedi para que ela com a mão, inclinasse a luz para o rosto / corpo dela. Desta forma, eu não teria sombras ruins, e como ela estava com o rosto levantado, eu garantiria que não haveria sombras pesadas no rosto dela.


Sabe quando você tá fotografando ao meio dia e tão formando aquela sombras pesadas no rosto da modelo? Pois, é! Peça para ela levantar o rosto e fechar os olhos...



Dito isso, vamos pensar no EXIF da foto da oficina. De cara, já sabemos que não teve flash, afinal, o meu ponto de luz que iria pintar a foto era a lâmpada fria, da luminária. Claro que as outras luzes do ambiente que estavam nas minhas costas pintaram também o ambiente, mas o principal foi a lâmpada.

Esquema da foto
Esquema da foto

Eu não queria usar a lente super aberta, eu queria uma pouco mais de nitidez pelo corpo da modelo, então pensei em f 4. O tempo de exposição foi dentro da conta básica, 35mm, eu poderia usar 1/40, mas fui no 1/125s pois já é habitual. Com isso, meu ISO foi pra 500.


Nada que complique em grãos, estava usando uma Nikon D810, ISO 500 não faz cócegas nesse sensor.


"Ah, mas tem grãos nas fotos!" - tem sim! A Gabi me confessou que queria algo com cara de anos 2000, então puxei as cores na pós produção para um verde e joguei grãos propositalmente, para dar esse ar de começo dos anos 2000, de Cybershot.


Temos que entender sempre a linguagem que queremos usar.



Abaixo, confira a foto "RAW", sem edição alguma:

Foto crua, sem tratamento.
Foto crua, sem tratamento.

Reparem como não havia grãos na versão original da foto, repare que as cores, embora fosse uma Nikon, eram bem mais quentes do que a versão final.


#esquema #fotocomentada #gabrielidorta